• Bianca Caldas

Como o empreendedorismo feminino vai mudar o mundo?

Em pleno 2021, me deparei com uma pesquisa do Sebrae que diz que as mulheres investem 17% menos horas ao seu negócio, devido a necessidade de realizar mais atividades domésticas e cuidados com os filhos.



Ou seja, se você quiser investir mais no seu negócio irá enfrentar muito mais dificuldades do que os homens, simplesmente por ser mulher, afinal de contas, o que dizem é que devemos priorizar nossa família em relação a nossa carreira.

Mas a verdade é que podemos e devemos fazer o que quisermos! Só que para isso precisamos mudar as coisas.

E aí, você está pronta para mudar o seu mundo?


O empreendedorismo feminino é um movimento que reúne e incentiva empresas idealizadas e/ou lideradas por mulheres. E, em um sentido mais abrangente, pode ser entendido como uma iniciativa para fortalecer lideranças femininas e a sua atuação em altos cargos dentro das empresas.

Isso quer dizer que ele é o caminho para que cada vez mais mulheres sigam inspirando e ajudando outras a também potencializarem suas rendas e alcançarem seus sonhos.


Estamos no caminho certo

Você sabia que, em 2018, o Brasil chegou ao 7º lugar no ranking entre os países com maior proporção de mulheres que começam o próprio negócio?

Hoje, somos 24 milhões de empreendedoras no Brasil, um grande passo, considerando que esse número era de 7,9 milhões em 2014, segundo a pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com o Global Entrepreneurship Monitor (GEM).


Na pesquisa, vemos que as mulheres foram responsáveis por 51,5% dos novos negócios criados em 2016, no Brasil.


De acordo com o estudo, em primeiro lugar estão os empreendimentos ligados aos serviços domésticos com 17%, em segundo lugar fica beleza e estética com 14,3% (apenas 3,3% dos homens empreendem nessa área) e em terceiro lugar fica o varejo de moda, com 12% das mulheres contra 3,1% dos homens.

O mercado de estética é um dos que mais crescem no mundo e é, definitivamente, dominado pelas mulheres.


“Se você quer empreender a primeira coisa é acreditar, buscar conhecimento e não desistir, por que fácil não é, nada vem fácil, mas a gente conquista”,

Tatiane Oliveira, empresária e proprietária da Belicatto Depilação e Estética.

O caminho é longo, mas vamos chegar lá...


Ainda são muitos os obstáculos, desde a falta de autoconfiança, resultado dos preconceitos limitadores impostos a nós desde crianças, até a discriminação de gênero e a desigualdade em relação aos homens que ainda são muito presentes no mercado de trabalho.


Características que por muito tempo o mundo identificou como fraquezas e defeitos, hoje sabemos que é uma grande força na mulher empreendedora, como a inteligência emocional feminina, que ajuda tanto no relacionamento com o cliente e fornecedores, a versatilidade, resiliência, capacidade de fazer diversas atividades ao mesmo tempo, sensibilidade e poder de conciliação.


Você já ouviu falar de empresas como a Magazine Luiza, Beleza Natural e Sodiê? Essas são algumas das grandes empresas brasileiras, e o que elas têm em comum é que todas foram fundadas e são lideradas por mulheres.


Essas são algumas das mulheres incríveis que vêm ajudando a mudar o mundo. E para que possamos fazer parte disso, precisamos encarar os desafios, estudar o mercado e investir.


Mas antes de qualquer coisa, precisamos acreditar no nosso potencial e incentivar outras mulheres e as futuras gerações, para que, assim, possamos realmente mudar o mundo.


Então, se você também acredita que já passou da hora de equilibramos esses números, você está no lugar certo! 💪


Fica de olho nas nossas redes, em breve vamos te contar como ser parte de um clube que vai impulsionar essa mudança...

Fontes de pesquisa:

Relatórios de análise Global Entrepreneurship Monitor. Disponível em: https://www.gemconsortium.org/

Empreendedorismo feminino: crescimento e geração de renda que transformam a realidade, Sebrae. Disponível em: https://sebraers.com.br/momento-da-empresa/empreendedorismo-feminino-crescimento-e-geracao-de-renda-que-transformam-a-realidade

Empreendedorismo Feminino como Tendência de Negócios, Sebrae. Disponível em: https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/UFs/BA/Anexos/Empreendedorismo_feminino_como_tend%c3%aancia_de_neg%c3%b3cios.pdf