POR QUE DECIDIR EMPREENDER PARA TRANSFORMAR O MUNDO?

Desde muito cedo encontrei no empreendedorismo a razão pelo qual deveria me desenvolver intelectualmente, pois sempre acreditei que para ser um indivíduo que não espera as coisas acontecerem deveria estar preparado!

Na universidade usei uma das características do empreendedor: a pró-atividade, para participar de jogos que alimentam o empreendedorismo, como o Desafio SEBRAE, e, por estar sempre motivado, tornei o meu projeto final um exemplo de sucesso, pois foi a partir dele que conquistei a oportunidade de trabalhar na área de qualidade em uma empresa multinacional. 


Com o tempo percebi que o conhecimento obtido nas escolas tradicionais não são suficientes para quem precisa de algo além das ideias, precisa da capacidade de implementá-las para desenvolver organicamente seu negócio e ter bons resultados com ele. 
 

Assim comecei a empreender corporativamente, cada vez ficava mais evidente que existia uma vontade inexplicável que me motivava todos os dias pelo trajeto de quase 5 horas por dia entre idas e vindas do antigo trabalho.

 

Mas como todo mercado tem altos e baixos, é bastante comum em quem tem o espírito empreendedor se desmotivar quando suas ideias não são aceitas, e, é por esse motivo que a melhor qualidade do empreendedor deve ser a resiliência, ou seja, a busca incessante em “transformar” o que está ao seu redor e não aceitar o comodismo.

Esse desejo de mudar o que é “comum” deve começar primeiro com nós mesmos, depois com quem está próximo de nós, depois a comunidade que nos rodeia para que no futuro possamos alcançar o mundo todo! Esse pensamento é improvável, mas não é impossível de se tornar realidade e deve ser suficiente para lembrarmos todos os dias, do porquê decidimos empreender. 

Pensarmos que abrir um negócio é algo fora do normal, provavelmente se dá pelo fato de que nossos pais e avós tiveram como base que as pessoas bem sucedidas eram aquelas que possuíam diploma e trabalhavam em áreas como: direito, medicina ou engenharia.

Se com esse pensamento fomos criados, supostamente esse deveria ser o nosso objetivo, e é por isso que quando a sensação de empreender nos remete à possibilidade de fracasso e julgamento por parte dos outros, deixamos de colocar em prática nossas ideias e sonhos.

Sempre acreditei que não seria possível largar meu emprego para empreender, pois mesmo muito jovem, sempre soube que precisava suportar financeiramente a minha família, mas, na época em que eu lia o livro “Oportunidades disfarçadas” nas minhas viagens de ônibus, surgiu o convite para trabalhar no maior evento esportivo do mundo.

Agarrei a oportunidade, pois era o que eu precisava para sair da zona de conforto, me formar em Gestão Empresarial e guardar dinheiro suficiente para me bancar durante bastante tempo.

Não tenho dúvidas de que valeu muito a pena! Trabalhar em um projeto em que cada pessoa faz a diferença é se sentir importante e quase insubstituível, pois outras pessoas contam com você!

 

No fim do projeto surgiram outras oportunidades de trabalho, mas resisti!

É óbvio que por vezes você pensa que ainda não está preparado para começar, que talvez vale a pena estudar mais um pouco, mas acredite: provavelmente sabemos o suficiente sobre nosso produto ou serviço para responder às perguntas mais complicadas e resolver a maioria dos problemas que podem surgir.
Afinal de contas, a gente se prepara para isso...
...E para as coisas que não conhecemos, podemos encontrar respostas. 

 

O fato é que nunca teremos terminado de aprender e o importante é se comprometer com a excelência.

Um dos maiores medos que temos é sobre o que fazer se o negócio não der certo
 

Por experiência própria a dificuldade maior é ter de lidar com a sensação de fracasso… mas, essa é a mesma sensação que outras situações que passamos na vida também nos proporcionam e nem são previstos, o término de um relacionamento por exemplo, é bem doloroso e sequer pode ser calculado da mesma forma que o faturamento em declínio de uma loja ou restaurante. 


Um exemplo pessoal sobre se sentir fracassado foi após a entrega dos Jogos Rio 2016, onde tive a ideia de criar um aplicativo para food trucks, um sistema simples de registro de vendas, que serviria como informação online para qualquer food truck que pensasse em investir para estar em um determinado evento. 


A ideia era ótima, estudei muito sobre StartUps, fiz diversas pesquisas de campo, mas não consegui lidar com dois principais problemas: a falta de conhecimento técnico para desenvolver um App e de um sócio que pudesse dar forças nos momentos em que as entregas não eram feitas pelo desenvolvedor


A falta e a necessidade de estar inserido em um grupo que pensasse como eu, me fizeram "pivotar" e começar do zero uma StartUp de Marketing de Influência.

A ideia era iniciar uma empresa que teria em sua base uma rede de usuários capazes de alcançar e influenciar o mesmo número de pessoas que os famosos em suas redes sociais, cobrando muito mais barato! 

 

Após sermos premiados e ficarmos durante pouco mais de um mês planejando juntos, as peças foram se soltando e me encontrei na mesma situação: sozinho correndo atrás de fazer dar certo… por fim, "pivotei" novamente. 
Já mais experiente, me adaptei! 

 

Utilizei o conhecimento de campo adquirido e descobri que o Marketing Digital que vemos grandes empresas fazendo, ainda são muito distantes dos micro e pequenos negócios que fazem a economia girar e empregam tanta gente.
 

Hoje me sinto feliz por poder ajudar amigos e conhecidos a tornarem as redes sociais de seus negócios um exemplo de marketing digital entre os concorrentes, e, espero contribuir para que outros empreendedores consigam ficar livres dos fantasmas da tecnologia que assombram quem não consegue utilizar redes sociais para micro empresas de forma eficiente.


Sobre a o que fazer se seu negócio não der certo: Se serve de consolo, não conheço nenhum negócio que tenha dado certo sem sair do papel. 


Basta lembrar o famoso discurso de Steve Jobs, sobre como ele conseguia conectar os pontos de todos os episódios de fracasso da sua vida profissional, e de como cada um deles contribuiu para o resultado final e quem ele havia se tornado.


Algumas pessoas vão pensar que você é louco por começar um novo negócio. E sabe o que é interessante? Eles estarão certos! O mais seguro e racional a fazer seria não correr riscos e trabalhar com algo estável, mas existe algo 100% estável? 


Talvez sejamos loucos por acreditarmos na nossa capacidade de fazer um bom trabalho e de despertar o que há de melhor nos outros. O melhor é aceitarmos essa loucura. Até porque a história prova que os "loucos" que acabam fazendo a diferença no mundo.

SIGA

  • ADM Social Digital | Facebook
  • ADM Social Digital | Instagram
  • ADM Social Digital | LinkedIn
  • ADM Social Digital | Blog

FICO SEMPRE CONTENTE

EM CONHECER MEUS LEITORES E COMPARTILHAR CONHECIMENTOS E IDEIAS 

 

INSCREVA-SE

Dicas e conteúdos de redes sociais para micro empresas utilizarem as mídias digitais com eficiência e terem resultados incríveis!

Administração e Marketing Digital

  • ADM Social Digital | Facebook
  • ADM Social Digital | Instagram
  • ADM Social Digital | LinkedIn
  • ADM Social Digital | Blog

Niterói - Rio de Janeiro

© 2020  | ADM Social Digital